Maior presença do país no setor de mercado de capitais puxa aumento

O ritmo de abertura de negócios e de aumento de investimentos em empresas de médio e grande portes movimentou o mercado em auditoria.

Nesse cenário, gerentes da área tiveram o maior aumento salarial em 2011 entre gerentes e diretores.

O Brasil tem despontado globalmente no mercado de capitais, justifica Eduardo Pocetti, presidente do Ibracon (Instituto dos Auditores Independentes do Brasil). Mas o espaço para novos profissionais “ainda é pequeno”, diz.

Nessa parcela está Igor Estrada Gouvêa, 31, que trabalha desde 2003 na área. Hoje gerente de auditoria, ele afirma haver oportunidades crescentes para quem tem intenção de atuar nesse segmento.

O momento é bom para os que “se prepararam adequadamente”. Gouvêa, que é economista, buscou qualificação por meio de cursos e certificações internacionais.

Esse é o caminho para despontar no setor, diz Braselino Silva, diretor-presidente do IIA Brasil (Instituto dos Auditores Internos do Brasil).

NA LANTERNA

Dentre os cargos de liderança, quem saiu perdendo no ano passado foram os diretores de RH, que tiveram o menor aumento. “A área passou por estruturação e foi enxugada”, afirma Leyla Nascimento, presidente da ABRH (Associação Brasileira de Recursos Humanos).

A diretora de RH da Marte Científica, Anneliese Malschitzky Rocha, 28, que teve 10% de reajuste salarial em 2010, não recebeu aumento no ano passado devido a investimentos na empresa de medidores analógicos.

“Com o crescimento [da companhia], serei melhor remunerada neste ano”, prevê.

Fonte: Folha de S.Paulo