Um ponto forte no SIMPLES foi sem duvidas a desburocratização das obrigações acessórias, e em relação ao SIMEI um poder autônomo maior ainda, pois até facilitou a abertura de empresas totalmente desburocratizado, tomar que essa atualização não venha reverter esse papel que deveria ainda ser mais amplo ou acarretar apenas em facilitar para uma certa parte a opção ao SIMPLES como foi proposto na nova personalidade jurídica (referente a quem pode optar por uma limitada individual).

ITCCNT.COM