Por Domingos Orestes Chiomento, http://www.administradores.com.br

Em uma fase de extrema adaptação a uma série de mudanças, comemoramos, no dia 25 de abril, mais um Dia do Contabilista. Celebrar esta data é uma imensa honra neste momento tão especial para a profissão, com a volta do Exame de Suficiência e a inserção do Brasil no conjunto de mais de uma centena de países que já estão adaptados as Normas Internacionais de Contabilidade, as quais surgiram com o crescimento e a globalização da economia mundial. As IRFS (International Financial Reporting Standards), como também são conhecidas, estão trazendo um avanço tecnológico e informacional livre das barreiras do tempo e distância.

Além de mudar a rotina de trabalho dos empreendedores brasileiros, o advento das Normas Internacionais mudará também a postura dos nossos governantes que, a partir do próximo ano, terão de adotar atitude semelhante à do meio empresarial. O Ipsas (International Public Sector Accounting Standards), o novo padrão da Contabilidade Pública, dará maior visibilidade à condição patrimonial da União, Estados e municípios, uma vez que aquilo que for registrado com um valor reduzido passará a ser contabilizado por um valor mais próximo da realidade. Outro benefício que o Ipsas trará para a sociedade é que os compromissos públicos terão que ser registrados e calculados nesse novo modelo de balanço, o que poderá revelar com mais presteza qualquer indício de desmando ou desvio de dinheiro público.

Essas normas, depois de completamente implantadas, estabelecerão e consolidarão a Contabilidade como um instrumento de controle das empresas e dos órgãos governamentais. Com a entrada dessas regras, houve uma verdadeira reviravolta na profissão, afinal elas estão estimulando profissionais e estudantes a estudarem sobre o assunto, se adaptando o mais rápido possível para conscientizar os empresários a modificarem os procedimentos operacionais internos que influenciam no processo de contabilização.

As novas normas contábeis trarão mais dinamismo e agilidade para as variações, orçamento, previsão e arrecadação da receita, a fixação e a execução das despesas. Se adaptar a uma demonstração contábil que seja compreendida em todas as partes do mundo, sem complicações ou dificuldades, é algo extremamente útil, mas exige muito respeito quanto à uniformização de teorias técnicas, conceitos e procedimentos. E é com a meta de implementar essas regras da melhor maneira possível, que o CRC SP (Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo) tem feito um grande esforço para que profissionais e estudantes se adaptem, em um curto espaço de tempo. Por isso, o órgão tem promovido, em várias cidades, uma série de atividades, palestras e seminários.

Entre os dias 17 e 19 de agosto, o CRC SP, contando com o apoio das entidades congraçadas, promoverá a 22ª Convecon (Convenção dos Contabilistas do Estado de São Paulo). Os participantes do evento contarão com explanações de profissionais renomados e especialistas técnicos da Contabilidade que falarão de assuntos referentes à área pública, empresarial, educacional, profissional, de perícia e auditoria.

Sob o lema “Contabilidade Global: Evolução Profissional”, a Convecon, considerada o maior evento contábil paulista, reunirá cerca de 5.000 pessoas, que vão ao Mendes Convention Center, na cidade de Santos (SP), para obter conhecimento e atualização profissional, principalmente no que diz respeito às IFRS. Porém, outros assuntos pertinentes à área serão abordados como as novas oportunidades que geram os negócios e os conceitos básicos dos procedimentos contábeis patrimoniais. Fazer com que a informação alcance aos interessados de forma clara, concisa e exata implica além de compromisso técnico do Conselho Regional, um dever ético. Nosso objetivo é cooperar com o público, proporcionando o acesso a informações, e lutando por uma Contabilidade comprometida e um País mais justo e igualitário.

Não restam dúvidas que os profissionais da Contabilidade têm que olhar para o futuro, já que a globalização dos mercados, o crescimento dos investimentos estrangeiros, a formação dos blocos econômicos e a tecnologia trouxeram horizontes diretos e um grande leque de oportunidades para os profissionais da área. Hoje, o contador não pode mais olhar o seu entorno e achar que é suficiente fazer uma Contabilidade voltada somente para o lado regional. Muitas empresas, de pequeno e médio porte, estão trabalhando com comércio internacional, e, por isso, é necessário refletir, principalmente nesse momento de convergência para as Normas Internacionais de Contabilidade.

E não são só as IFRS que trouxeram alterações no dia a dia do contador. As mudanças dos conhecimentos e informações contábeis têm acontecido numa velocidade assustadora: são Leis, Decretos, Resoluções entre outras legislações que estão sempre na rotina de trabalho do Contabilista, como, por exemplo, o Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) e a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica). Diante de tantas adaptações, nós, do CRC SP, acreditamos no potencial da Contabilidade brasileira, no dinamismo e na força de vontade dos nossos profissionais, uma vez que a área tem evoluído de forma notável, ganhando destaque em todo o mercado brasileiro. A meta do Conselho é contribuir para a modernização da sociedade e da administração tributária, voltada para o processo de transformação e desenvolvimento do Estado. Todas as ações do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo são direcionadas aos colegas contabilistas. Parabéns pelo dia 25 de abril, parabéns pelo Dia do Contabilista. Parabéns por lutarem e participarem na construção de um mundo melhor.

Domingos Orestes Chiomentoé contador e presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo (CRC SP).

Fonte: administradores.com.br

Anúncios