A Secretaria da Fazenda suspendeu a inscrição estadual de uma empresa de Goiatuba do ramo de comércio atacadista de couro e outros subprodutos que estava sonegando ICMS de setembro para cá e tinha faturado R$ 16 milhões. O problema é que ela só pagou R$ 35,00 em imposto desde que foi instalada. A fraude foi descoberta com a parada de caminhão da empresa no posto fiscal JK, em Itumbiara, nesta semana.

Os fiscais desconfiaram da nota fiscal apresentada e auditoria na Delegacia Regional de Morrinhos, ainda em fase de investigação, quer saber como a empresa funcionava irregularmente. Instalada em uma sala, quase sempre fechada, ela registrou várias saídas de mercadorias, em operações interestaduais, mas ainda não comprovou o pagamento do imposto devido nem apresentou a documentação fiscal necessária ao seu funcionamento.

Fonte: Comunicação Setorial – Sefaz