Expectativa da Receita Federal é de arrecadar R$ 1,03 bilhão em Imposto de Renda na região de Londrina

A declaração do Imposto de Renda (IR) 2011 começa a ser feita no dia 1º de março e, segundo a Receita Federal de Londrina, a projeção é de que os contribuintes da região – 63 municípios – gerem uma arrecadação de R$ 1,03 bilhão neste ano. O valor representa um crescimento de 10% em relação ao ano passado, quando foram arrecadados R$ 939,8 milhões. Para este ano são previstos entre 210 mil e 220 mil declarantes em Londrina e região.

De acordo com o delegado da Receita Federal em Londrina, Sérgio Gomes Nunes, a expectativa é baseada no bom momento da economia. ”Principalmente na melhora do emprego e da renda da população”, avalia. Segundo ele, a nova base de cálculo do IR – que sofreu um reajuste de 30,62%, passando de R$ 17.215,08 para R$ 22.487,25 – não deve afetar o volume arrecadado. ”Com o novo valor, muitas pessoas vão deixar de declarar, mas a alta da economia vai fazer com que a arrecadação não tenha queda, tendo talvez até um crescimento de 10%”, esclarece Nunes.

O prazo para declaração também mudou. Normalmente agendado para o dia 30 de abril, em 2011 ele será adiantado para o dia 29. A alteração foi necessária pois este ano o dia 30 será um sábado. A partir do dia 1º de março, no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br), já estará disponível para download o formulário eletrônico para declaração. Os contribuintes que não declararem até o final do prazo estarão sujeitos a multa mínima de R$ 165,74. ”O valor pode ser maior, pois é cobrado de 1% a 20% sobre o valor do imposto devido”, ressalta o delegado.

Novidades

Este ano, os contribuintes devem ficar atentos às mudanças nas regras estabelecidas para declaração do IR. ”A idéia é simplificar cada vez mais o processo”, comenta Sérgio Gomes Nunes. As modificações envolvem a forma de entrega do formulário, a base de cálculo, a dependência de familiares, os valores de isenção e a diminuição do pagamento sobre a renda acumulada.

Dentre as principais alterações estão o não recebimento de declarações em formulários preenchidos manualmente e a inclusão de casais do mesmo sexo como dependentes. Além disso, a partir de agora só precisarão prestar contas os contribuintes que obtiveram renda mínima de R$ 22.487,25 em 2010. Com essa nova medida, a Receita Federal estima que 500 mil pessoas devem ficar livres da obrigação em todo o País. A Receita prevê 23,5 milhões de declarações este ano.

Sérgio Gomes Nunes lembra que é direito do cidadão declarar Imposto de Renda, mesmo que não se enquadre no valor mínimo. ”Se não atingir o valor mínimo, ele não vai pagar imposto, mas tem a possibilidade de receber alguma devolução”, orienta.

Mariana Fabre

Reportagem Local

Fonte: Folha de Londrina – PR

Anúncios