Secretaria da Fazenda (Sefaz), por meio da Coordenação de Cadastro da Gerência de Informações Econômico-Fiscais (Gief), divulgou no Diário Oficial do Estado (DOE) de ontem (segunda-feira, 31), nova lista de suspensão de 1.119 cadastros de pessoas físicas (produtor rural), estabelecidas em Goiás.

Com a medida, o contribuinte do ICMS que tiver com a sua inscrição suspensa não poderá transitar com mercadorias, sob pena de apreensão e multa. A empresa ou pessoa física que se encontra nesta situação fica ainda impedida de receber autorização para impressão de documentos fiscais. Estando com mais de uma inscrição suspensa, os sócios ou titulares de estabelecimentos não poderão cadastrar novas empresas. Os contribuintes com inscrição suspensa ficam notificados, com prazo de 30 dias a contar da publicação no DOE, a apresentar junto à junta Delegacia Fiscal de sua circunscrição, a documentação necessária para regularizar a situação.

Assessoria de Imprensa – Sefaz

Anúncios