Dilma endurece e diz que proposta para mínimo é de R$ 545

Presidenta quer manter acordo com centrais

 

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff disse no dia 29/01/2011 que a proposta do governo para o salário mínimo é de R$ 545 e complementou que não há interesse em usar o piso nacional na negociação do reajuste da tabela do Imposto de Renda. Ela afirmou que há um acordo com as centrais sindicais para definição do índice de correção do mínimo que deve ser respeitado.

O acordo fechado entre as centrais e o governo passado estabelece que o piso será reajustado pela combinação entre a inflação acumulada nos últimos 12 meses e a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

O percentual deste ano ficou prejudicado por causa da queda do PIB em 2009, devido à crise financeira. Sindicalistas pedem excepcionalidade este ano.

“O que queremos saber é se as centrais querem ou não a manutenção desse acordo pelo período do nosso governo. Se querem, o que nós propomos é R$ 545”, endureceu a presidenta, que negou intenção de compensar o que for concedido ao mínimo na correção da tabela. Dilma não comentou declaração do ministro da Fazenda, Guido Mantega, sobre não haver estudo para corrigir tabela do IR.

Fonte: O DIA

Anúncios